Impressionante: A maior semente do mundo !




Antes da descoberta das ilhas Seychelles, em 1743, acreditava-se que essas sementes (ou cocos) fossem fruto de uma árvore gigantesca que crescia no fundo do mar, saí o seu nome popular de “coco-do-mar”. Depois, durante algum tempo, acreditou-se que eram cocos originados das Ilhas Maldivas, daí o nome científico da espécie (Lodoicea maldivica). Outra teoria era que eles seriam os frutos da “Árvore do Conhecimento”, do Jardim do Éden, e a razão para isso era sua semelhança o bumbum feminino. Naturalmente, também eram considerados afrodisíacos e as mulheres ingeriam o fruto na esperança de se tornarem “irresistíveis”.




A palmeira do coco-do-mar tem um crescimento incrivelmente lento. Sua primeira folha começa a surgir nove meses após o início da germinação, e a primeira flor surge depois de 60 anos (carambaaaa!!). O fruto de dois lóbulos pode levar até dez anos para brotar, e a árvore pode levar até um século para atingir seu pleno crescimento de mais ou menos 30 metros.




Quando finalmente terminaram de crescer, suas folhas chegam a ter 6 metros de comprimento. Quanto aos frutos, são comestíveis e com o sabor muito parecido com o nosso coco-da-bahia. No entanto, duvido muito que alguém consiga comer um deles hoje em dia. A árvore está a beira da extinção, e os frutos, vendidos às vezes para jardins botânicos, custam cerca de 1.500 dólares cada um! 

                                  Fonte:Diário de Biologia e Planeta Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentario